Oak Energia

Ilustração com usinas de energias renováveis e gráfico de crescimento exponencial | Desenho por Kah Magalhães: 1qdk.com.br

Por que as empresas estão apostando em energias renováveis?

O consumo energético é um dos parâmetros considerado para analisar o desenvolvimento econômico de qualquer nação, pois representa a capacidade produtiva do setor industrial e comercial, além de mostrar o nível de consumo de bens e serviços pela população. Por conta do progresso econômico e da melhora na qualidade de vida das últimas décadas, a demanda elétrica no Brasil aumentou e as energias renováveis estão se destacando nesse cenário. Os combustíveis fósseis podem acabar, além de causarem uma oneração gradativa na produção. Já a utilização de fontes de energia sustentáveis é vantajosa por diversas razões, incluindo o fato de serem infinitas, terem baixo custo e causarem baixo impacto no meio ambiente. Neste post, apresentaremos um panorama geral a respeito das energias renováveis, falaremos sobre as principais razões pelas quais as empresas têm apostado nesse investimento e abordaremos os tipos mais utilizados atualmente. Quer ficar por dentro dessas tecnologias rentáveis e sustentáveis? Acompanhe!

O uso e crescimento das energias renováveis no Brasil

Como sabemos, quando um país está passando por um processo de modernização e desenvolvimento, seu consumo de energia aumenta. Nesse contexto, as energias renováveis estão ganhando destaque por conta de seus benefícios para toda a população. Hoje é bastante frequente depararmos com imóveis residenciais, comerciais, condomínios, indústrias e propriedades rurais que já implementaram algum tipo de sistema de geração de energia renovável com grande rentabilidade. Inclusive, muitos deles já produzem a sua própria eletricidade para consumo próprio, agregando assim bons retornos econômicos em suas receitas. O Ambiente de Contratação Livre (ACL) assegura que as unidades consumidoras são autônomas para optar de onde querem adquirir sua energia. Contudo, somente empresas com um consumo mensal acima de 500.000 kWh mês podem aderir ao mercado livre de energia. Os outros consumidores são chamados de consumidores cativos e podem apenas consumir energia da distribuidora de sua localidade. Isso mostra que o consumo eficiente está avançando. Esse conceito inclui a compra de eletricidade proveniente das fontes incentivadas, como hidrelétricas de pequeno porte, parques eólicos, sistemas fotovoltaicos e até biodigestores (geração de energia elétrica a partir do biogás) com descontos que variam de 50% a 100% para utilização do sistema de transmissão e distribuição. Outro sinal que o uso de energias renováveis está expandindo por aqui é a facilidade de acesso. No passado, até o ano de 2014, a geração de energia solar era bem cara. Esse preço elevado, muitas vezes, acabava por inviabilizar a aquisição para grande parte dos consumidores. Atualmente, adquirir um sistema de geração de energia elétrica de forma sustentável é muito mais simples e barato. A qualidade e performance dos equipamentos foi e está sendo otimizada (grandes avanços tecnológicos com bons custos/ benefícios), proporcionando curtos prazos para a homologação de um sistema de geração de energia por fontes renováveis. Logo, a tendência é que a trajetória de crescimento se mantenha em progressão para os anos que estão por vir.

Os tipos de energias renováveis mais utilizados pelas empresas

Vejamos quais são os principais tipos de energia renováveis que as organizações já fazem uso no mercado Brasileiro.

Solar

A energia solar é a energia renovável que apresenta o maior crescimento nos últimos anos. Através da captação da irradiação solar, o sistema fotovoltaico converte, de forma organizada, toda essa energia em corrente elétrica. A instalação de um sistema fotovoltaico é bem simples e pode ser feita em qualquer lugar – contudo, o ideal é que seja realizada em um local sem sombreamento. Os painéis solares apresentam vida útil de, no mínimo, 25 anos, sendo que já existem placas em uso, no mercado internacional, por mais de 40 anos. Os melhores exemplos sã os satélites, os quais são movidos com energia solar a, aproximadamente, 5 décadas. Esse tipo de energia pode ser usada tanto para aplicações residenciais como comerciais, industriais e até em áreas rurais. O dimensionamento do sistema é feito de acordo com o consumo energético do cliente e de todas as suas características eletro-técnicas. O retorno do investimento (payback) pode variar de poucos meses (24 meses) até 6 anos, dependendo do tamanho do projeto e do consumo de energia.

Biomassa

Nesse caso, a energia elétrica é produzida através do processo de decomposição/ fermentação de matéria orgânica, convertendo-a em biogás rico em metano (elevado poder calorífico). Todos os resíduos orgânicos das atividades agroflorestais, quanto da pecuária podem ser convertidos em biogás e consequentemente em energia elétrica, através de motor gerador. Exemplos de resíduos dessas atividades mais utilizados no Brasil são o bagaço de cana-de-açúcar, sendo que também é possível empregar resíduos de criações de vacas gado, suínos e até aves. A biomassa é um resíduo que pode gerar uma energia elétrica limpa e renovável, com baixo impacto ambiental. Em áreas rurais o investimento nesse sistema contribui para redução de impasse ambiental e também com a geração de energia elétrica de qualidade, evitando a dependência direta da concessionária de energia.

Eólica

Esse tipo de energia é produzida por meio da força dos ventos. A captação é realizada por grandes hélices, instaladas em torres em locais de ventilação (correntes de vento) constante ao longo do ano. Uma das novidades no mercado nacional são as turbinas eólicas de eixo vertical, que já são instaladas em coberturas de prédios e serras, além de locais públicos onde há tráfego intenso de veículos. Vale destacar que a região nordeste do Brasil é responsável pela geração de mais de 85% da energia eólica de todo o país.

Recursos hídricos

A geração de energia a partir de pequenos cursos d’águas (fio d´água), sem a necessidade de construções de barragens, recebem o nome de usina a fio d’água. Essa tecnologia permite a geração de energia elétrica em cursos d’águas de pequeno porte. Possuem como principal vantagem a geração de energia constante (24h por dia), contribuindo com uma energia limpa e de qualidade. O principal item necessário para o funcionamento dessa turbina é a necessidade de um pequeno curso d’água com uma pequena descaída, itens simples em um país tropical como o Brasil.

Razões pelas quais as empresas investem em energias renováveis

Chegou a hora de entender porque as empresas estão apostando em fontes renováveis de energia elétrica. Veja!

Redução de custos

Diminuir as despesas sempre é um dos principais objetivos de todo empresário. Implantar um sistema de geração de energia sustentável (ex. sistema fotovoltaico, eólico, biomassa fio d’água) pode ser a melhor saída para alcançar essa meta, pois a atitude cria uma economia mensal significativa. Para se ter uma ideia, a produção de energia solar possibilita a redução de até 95% no custo da conta de luz. Por isso, o sistema de energia fotovoltaica é muito atrativo e vantajoso no mundo corporativo. Além desse sistema, os demais sistemas já apresentados (eólico, biomassa e fio d’água) também são oportunidades de se obter grandes retornos econômicos com a geração de energia sustentável. Outro benefício importante é que, como vivermos em um país que recebe muita irradiação solar em todo o seu território, as empresas que utilizam essa forma de energia reduzem drasticamente sua dependência das distribuidoras e o impacto das bandeiras tarifárias na conta de luz, além de se protegerem da inflação energética.

Diminuição do impacto ambiental

Quando falamos em energias renováveis, o primeiro pensamento que vem à nossa mente é a questão da preservação dos recursos naturais. E não é para menos, já que a maioria das fontes energéticas poluentes é esgotável. O melhor exemplo para ilustrar esse quadro é o petróleo. Constantemente, especialistas são categóricos em dizer que as reservas acabarão, causando um colapso global. Podemos falar a mesma coisa a respeito do gás e do carvão. Por outro lado, as energias renováveis não exploram os recursos naturais dessa forma, uma vez que elas usam fontes infinitas de energia, sem impactar negativamente o ecossistema. Essa característica torna as energias renováveis uma atração extremamente positiva economicamente, socialmente e ambiental.

Melhoria da imagem da empresa (Marketing verde)

As empresas que utilizam energias renováveis conseguem melhorar a sua imagem e ganhar vantagem competitiva para o negócio ao se diferenciarem da concorrência explorando o marketing verde. O uso dessas tecnologias proporciona à organização um posicionamento que vai de encontro aos desejos dos consumidores no que se refere à consciência ambiental e ao desenvolvimento sustentável. Com isso, o empreendimento ganha mais destaque no mercado nacional e internacional. Para que você possa implementar as melhores soluções em geração de energias renováveis do mercado nacional, indo de encontro com as reais necessidades do seu empreendimento, faça um orçamento conosco em nosso site! A OAK Energia pode lhe ajudar nessa tarefa. Entre em contato e conheça nossas soluções!
Compartilhe este conteúdo com alguém que possa gostar

1 comentário em “Por que as empresas estão apostando em energias renováveis?”

Deixe um comentário

Energias Renováveis

As Energias renováveis utilizam recursos naturais e consomem recursos naturais numa velocidade inferior a capacidade de recuperação destes recursos pela natureza. A OAK Energia analisa o perfil de cada um dos seus clientes para identificar qual a matriz energética têm maior disponibilidade e melhor custo benefício.

Energia solar fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica cresce exponencialmente no Brasil graças as recentes legislações que regulam o mercado de geração distribuída, ao aumento do número de empresas que prestam serviços de instalação e homologação de usina fotovoltaica e pela vertiginosa queda nos preços dos equipamentos que compõem os sistemas conectados a rede elétrica (on grid).

Energia solar fotovoltaica se destaca dentre as matrizes de energias renováveis

Energia eólica

O Brasil dispõe de um grande potencial para gerar energia a partir dos ventos. As áreas litorâneas sobretudo no nordeste brasileiro possuem o maior parque eólico brasileiro. Já existem diversos tipos de projetos para geração de energia eólica que visam se enquadrar as peculiaridades de velocidade e sazonalidade dos ventos em diferentes regiões.

Usinas eólicas geralmente são grandes e demandam cuidados para evitar acidentes

Hidrelétrica de fio d´água

Uma melhoria em relação as tradicionais hidrelétricas pois não demandam de alagar grandes áreas para seu funcionamento. As usinas hidráulicas de fio d´água utilizam geralmente o desnível do terreno para criar a coluna d´água. Esta água que passa pela turbina é imediatamente devolvida ao curso d´água de origem, minimizando os impactos ambientais.

Uma ótima opção para gerar energia para quem possui cursos d´água

Biomassa / resíduos

A geração de energia por biomassa ou aproveitamento de resíduos apresenta duplo impacto positivo pois, além de gerar energia, diminui a quantidade de resíduos a serem descartados no meio ambiente. Estes resíduos quando mal destinados contaminam cursos d´água e o solo. A geração de energia por biomassa ou por meio de resíduos é indicada a produtores rurais, granjas e aterros sanitários, dando ao proprietário a possibilidade de gerar energia elétrica ou calor para uso na produção.

A biomassa geralmente é subproduto de algum processo industrial ou agropecuário